Motokando.com

Destaque


Cobertura do Salão Duas Rodas 2013

Compartilhe

Publicidade


Receba as novidades Motokando.com em seu email!

Mapa do Site

Todas as matérias

No dia-a-dia, qual é melhor: Street ou trail? Imprimir E-mail
Motocicletas - Quatro Tempos
Publicado por Sonic   
Ter, 22 de Dezembro de 2009 14:41

Qual a melhor moto para encarar o trânsito carregado dos grandes centros. Uma street ou uma trail de baixa cilindrada? Para responder esta pergunta analisamos o comportamento das Honda CG 150 Titan EX e NXR 150 Bros ESD, ambas com sistema bicombustível (álcool e gasolina). Com estilos e propostas completamente diferentes, as motos apresentam algumas particularidades – usam o mesmo motor –, mas com desenhos e conjuntos ciclísticos completamente distintos. Outros fatores também são levados em consideração na hora da compra: histórico, valor das peças de reposição e liquidez. Além disso, há uma diferença de R$ 1.200,00 no preço sugerido pela montadora de entre os modelos. A CG EX custa R$ 7.490,00 e a Bros ESD sai por R$ 8.690,00.

 

Então vamos tirar a prova dos nove. No quesito motorização, as aparências podem enganar. Apesar das mesmas características de construção – OHC (comando simples no cabeçote), monocilíndrico, quatro tempos, arrefecimento a ar e 149,2 cm³ de capacidade cúbica –, o motor trabalha em distintas faixas úteis de utilização (diferença entre as rotações de potência e torque máximos). Rodando apenas com álcool, a CG 150 Titan EX tem potência máxima declarada de 14,3 cv a 8500 rpm e torque máximo de 1,45 kgf.m a 6500 rpm.

Enquanto a NXR 150 Bros ESD oferece 14 cv a 8000 rpm de potência máxima e 1,53 Kgf.m a 6000 rpm de torque máximo. A micro diferença de potência se dá exclusivamente pela posição do filtro de ar. A CG 150 “respira” mais, já que o filtro fica mais exposto na lateral da moto. Na Bros o filtro fica mais escondido e protegido de detritos e sujeira. Apesar de a faixa útil ser a mesma (2000 rpm), a street tem mais potência em altos giros, enquanto a trail mais torque em médias rotações.

Para auxiliar no desempenho, a Bros conta ainda com uma coroa maior, o que oferece respostas mais rápidas em rotações mais baixas. Já a CG tem coroa menor e uma relação mais alongada, principalmente nas últimas marchas (4ª e 5ª), garantindo uma maior velocidade final.

Ciclística

Na parte ciclística, a diferença começa no desenho e na geometria do chassi. Na CG 150 EX, quadro tipo diamante, no qual o motor faz parte da estrutura. Esta configuração é mais suscetível à torção, porém garante maior maneabilidade ao piloto. A Bros ESD conta com o tradicional berço semiduplo, que abraça e protege o motor na parte inferior. O chassi da trail é praticamente o mesmo da CRF 230 (modelo de competição off-road), o que lhe garante maior rigidez e robustez. Na prática, isso significa mais controle da moto no fora-de-estrada.

No árduo trabalho de transpor buracos, ondulações, piso irregulares ou trechos de terra, as motos contam com propostas completamente diferentes. Na dianteira vantagem para a Bros. Isso em função dos 180 mm de curso do garfo telescópico da Bros, contra 130 mm na CG 150 Titan EX. Na trail o poder de absorção e retorno é mais rápido, como nas motos de competição.

Na traseira, a CG conta com sistema bichoque, com 101 mm de curso (bichoque), contra 150 mm de curso do modelo trail (monoamortecida). Essa diferença se dá pela proposta de trabalho incorporado na linha CG há mais de 30 anos, já que os amortecedores são fixados lateralmente no eixo da roda. Detalhe: rodando em um piso muito ondulado o pneu traseiro da CG pode até quicar. No caso da Bros, o alinhamento do amortecedor com a roda força o pneu para baixo, oferecendo maior aderência em pisos irregulares. Outros fatores que colaboram para uma maior poder de absorção são as rodas raiadas e os pneus de uso misto.

No item frenagem, o comportamento das motos foi muito semelhante, já que ambos os modelos estão equipados com disco simples de 240 mm de diâmetro, com pinça de dois pistões, na dianteira. Na traseira, o tradicional freio a tambor. O conjunto oferece respostas rápidas e eficientes.

Conforto e ergonomia

Em função de seu estilo, a NXR 150 Bros ESD oferece uma melhor postura e, consequentemente, maior conforto para o piloto. Reflexo do guidão aberto e mais alto, que passa com facilidade por cima dos retrovisores da maioria dos carros de passeio. Além disso, a trail da Honda tem uma maior distância do solo (244 mm), que pode fazer a diferença na hora de cruzar uma área alagada.

Já a CG 150 Titan EX é mais ágil nas mudanças de direção em função de um entre-eixos mais curto (1.315 mm, conta 1.353 mm da Bros). A CG também é mais fácil de pilotar, pois é mais baixa, o que ajuda bastante na realização de manobras. Ambos os modelos contam com assentos em dois níveis e com espuma de boa densidade.

Para quem não gosta de rodar com mochila nas costas, a Bros oferece ainda um generoso bagageiro no qual é possível instalar um bauleto. Na CG EX não há bagageiro como item de série. Para se colocar o baú é necessário a retirada das alças do garupa e a instalação de um bagageiro. A versão mais esportiva da CG conta ainda com rodas de liga leve e a polêmica moldura do farol com piscas embutidos.

Conclusão

Ambas as motos são muito equilibradas e ágeis no dia-a-dia. A CG leva vantagem na tradição, versatilidade, robustez, autonomia, peças de reposição mais baratas e alto valor de revenda. Além disso, a CG 150 EX é um modelo verdadeiramente “urbanóide”, lapidado por mais de 35 anos para ser uma trabalhadora nata, mesmo na sua versão topo de linha. O preço sugerido pela Honda é de R$ 7.265,00.

Já a Bros é mais robusta e tem a capacidade de enfrentar estradas de terra, oferecer maior nível de conforto, além de responder melhor em rotações mais baixas. O que pesa contra é a altura do assento (830 mm, contra 792 mm da CG), o estilo “cross” e o preço sugerido - R$ 8.690,00. Ou seja, no trânsito urbano dos grandes centros quem “manda” ainda é a CG 150. Um best-seller que evoluiu com o tempo.

Ficha Técnica:
NXR 150 Bros ESD Mix (versão bicombustível)

Motor: OHC, monocilíndrico, 4 tempos, arrefecido a ar
Cilindrada: 149,2 cc
Potência Máxima: 14,0 cv a 8.000 rpm
Torque Máximo: 1,53 kgf.m a 6.000 rpm
Diâmetro x Curso: 57,3 X 57,84 mm
Sistema de Alimentação: Injeção Eletrônica PGM-FI
Taxa de Compressão: 9,5 : 1
Ignição: Eletrônica
Partida: Elétrica
Transmissão: 5 velocidades
Embreagem: Multidisco em banho de óleo
Sistema de Lubrificação: Forçada, por bomba trocoidal
Suspensão:
Dianteira: Garfo telescópico com 180 mm de curso
Traseira: Duplo amortecedor com 150 mm de curso
Freios:
Dianteiro: Disco de 240 mm de diâmetro e cáliper de dois pistões
Traseiro: Tambor com 110 mm de diâmetro
Pneus:
Dianteiro: 90/90-19M/C 52P
Traseiro: 110/90-17M/C 60P
Chassi: Berço semiduplo
Altura do Assento: 830 mm
Distância Mínima do Solo: 244 mm
Dimensões (C x L x A): 2.036 X 810 X 1.138 mm
Distância entre-eixos: 1.353 mm
Tanque de Combustível: 12 litros
Peso Seco: 119,1 kg
Cores: Preta, vermelha e laranja
Preço: R$ 8.690,00

Ficha Técnica:
CG 150 Titan Mix EX (versão bicombustível)
Motor:
OHC, monocilíndrico, 4 tempos, arrefecido a ar
Cilindrada: 149,2 cc
Potência Máxima: 14,3 cv a 8.500 rpm
Torque Máximo: 1,45 kgf.m a 6.500 rpm (álcool)
Diâmetro x Curso: 57,3 X 57,84 mm
Sistema de Alimentação: Injeção Eletrônica PGM-FI
Taxa de Compressão: 9,5 : 1
Ignição: Eletrônica
Partida: Elétrica
Transmissão: 5 velocidades
Embreagem: Multidisco em banho de óleo
Sistema de Lubrificação: Forçada, por bomba trocoidal
Suspensão:
Dianteira: Garfo telescópico com 130 mm de curso
Traseira: Duplo amortecedor com 101 mm de curso
Freios:
Dianteiro: Disco de 240 mm de diâmetro e cáliper de dois pistões
Traseiro: Tambor com 130 mm de diâmetro
Pneus:
Dianteiro: 80/100-18M/C 47P
Traseiro: 90/90-18M/C 57P
Chassi: Diamond
Altura do Assento: 792 mm
Distância Mínima do Solo: 165 mm
Dimensões (C x L x A): 1.988 X 730 X 1.098 mm
Distância entre-eixos: 1.315 mm
Tanque de Combustível: 16,1 litros
Peso Seco: 116,9 kg
Cores: Vermelha, preta, cinza metálica e laranja metálica
Preço: R$ 7.265,00

Fotos: Caio Mattos e Renato Durães

Fonte: Agencia Infomoto

Comentários (30)
Marcar como SPAM xtz 125 xe sem duvidas a melhor!
30 Dom, 17 de Junho de 2012 18:36
nobru
Comprei uma xtz 125 é a melhor de todas em tudo moto leve,versatil,economica a bros é moto de "velho" a bros anda arrastando toda dura,e sem contar que motor yamaha é o melho... disso todo mundo sabe!valeu
Marcar como SPAM Qual a melhor
29 Seg, 25 de Janeiro de 2010 18:36
Eunezio Monte Raso
Claro que a bros e mais confortavel CG FAN não passam de um fusca pula igual a cabrito, dura disconfortavel quem não conhece conforto compra essas motos fazer o que.
Marcar como SPAM wlademir
28 Ter, 05 de Janeiro de 2010 00:20
Marcelo júnior
você ja passou com agua batendo aonde na sua moto? na minha bros foi "só" ate quase cobrir os pneus, e deu vontade de parar pra tirar uma foto, quando chover mais aqui eu vo ver se eu filmo pra colocar no youtube. vlw aê galera.
Marcar como SPAM Trail, não há o que discutir....
27 Seg, 04 de Janeiro de 2010 22:10
wlademir luis
quando vocês derem de cara com uma rua alagada, cratera no meio da pista, ou uma tampa de bueiro aberta no meio da rua...vão ficar sabendo do "porquê" dessa minha preferência. Cool
Marcar como SPAM na minha opinião
26 Seg, 04 de Janeiro de 2010 13:46
Ceará
factor vs cg150 ou fan150 ou 150(factor)
xtz vs bros (bros)
fazer vs Cb300 (cb300)
lander vs xre300 (lander)
fz6 vs hornet (hornet)
big trail com ctz a xt660
r1 vs cbr1000 (r1)
resumindo entre essas duas marcas existem motos melhores que outras, essa comparação foi feita pela minha opinião e pelo que leio em revistas e sites, não adianta dizer que todas as motos de uma marca são melhores que as da outra.O que existe aqui são fanáticos que comentam sem ler ou ter experiência com as motos e falam qualquer bobagem.
Marcar como SPAM YAMAHA E YAMAHA MAQUINAS E CAMPEÃ EM TITULOS MUNDIAS.
25 Dom, 03 de Janeiro de 2010 23:52
hugo dias
FODAS EU QUERO E YAMAHA.
Marcar como SPAM A BROS 150 É MELHOR!
24 Ter, 29 de Dezembro de 2009 00:25
jcarlosb56
com certeza!
Marcar como SPAM O bom da honda é que ela investe pesado para manter o reinado. O mal da Yamaha é faltar dinheiro para dar resposta a honda
23 Seg, 28 de Dezembro de 2009 11:07
JCat I
Pois é sempre assim, sempre que a Yamaha lança um modelo a honda coloca outro em cima, ao contrário da Yamaha.
Marcar como SPAM 09/12/09 - Comparativo: Honda CB300 com ABS X Yamaha Fazer250 "2010"Para quem pensava que a CB300 dispararia, se enganou!!!
22 Seg, 28 de Dezembro de 2009 10:03
/////???
fazer e fazer na estrada.
Marcar como SPAM trail
21 Sáb, 26 de Dezembro de 2009 21:30
Marcelo júnior
teve uma chuva forte na minha cidade e tem uma rua que sempre alagada, quando fui passar nela com a minha bros um cara em uma cg me disse que não passava, na hora eu fiquei com medo mas sabia que o nivel não subia tanto,quando fui passar juntou tanta gente e passei numa boa com agua cobrindo as rodas e ainda pensei em parar a moto no meio do riacho e tirar uma foto mas tive medo de molhar o celular. Laughing
Marcar como SPAM Street
20 Sáb, 26 de Dezembro de 2009 14:39
Fac_Read =P
Concordo com o João Henrique,pro dia a dia a melhor é a Factor,com toda certeza.

Saí de uma street pra uma trail,gostei da altura e das suspensões e tal,mas tem pontos negativos como muitas trocas de marchas,posição de pilotagem não muito confortável,preço e manutenção são maiores também.

Eu me sinto muito melhor e mais seguro no trânsito com minha Factor do que com minha ex XT.

Mr. Green Mr. Green
Marcar como SPAM SrAlves
19 Sáb, 26 de Dezembro de 2009 07:33
Allende
Eeheh, concordo com o SrAlves: obviedade do início ao fim, tanto sobre as motos quanto aos fogões e churrasqueiras. Allende
Marcar como SPAM EXTRA! EXTRA!
18 Sex, 25 de Dezembro de 2009 18:50
diogo neres
HONDA PREPARA MAIS UM LANÇAMENTO PARA 2011.
TUDO INDICA QUE A CB300 VAI PASSAR A SER MODIFICADA,ASSIM QUE A FAZER 2011 SAIR.
AINDA NÃO SE SABE SE VAI TER MUITAS MUDANÇAS,MAS O SISTEMA BIOCOMBUSTIVEL EQUIPARAR O MODELO.
SEGUNDO FONTES COLHIDAS.
Marcar como SPAM factor.
17 Sex, 25 de Dezembro de 2009 15:55
joao henrique
e a melhor pois posso falar tenho uma .
já tive varias motos hondas são muita barulhentas e esquenta muito o motor.
Marcar como SPAM factor a melhor street.
16 Sex, 25 de Dezembro de 2009 15:54
joao henrique
fim de papo.
Marcar como SPAM factor a melhor.
15 Sex, 25 de Dezembro de 2009 15:53
joao henrique
pois da pouca manutenção .
ladrão não gosta.
Marcar como SPAM a titan e melhor pela economia
14 Sex, 25 de Dezembro de 2009 14:12
PEDRO FAN 125 O TERROR DA CATEGORIA FACTOR E SO CONVERSA
a titan e melhor pela economia os pneus sao mais baratos as pesas do motor sao quase o mesmo preço mas a revisao na autorizada da titan e mais barata do que a bros mas ambas sao exelentes eu tenho uma fan 2010 125 e e fogo na roupa em 70 metros coloquei 95 kilometros na 4 marcha
Marcar como SPAM Má matéria!
13 Qui, 24 de Dezembro de 2009 19:47
Slip
Matéria ridícula! Nao que a Bros seja uma moto ruim.. mas é desbalanceada! A XTZ 125 é pau no couro pra ela! Porém a titan é guerreira de muitas décadas, mas a Ybr nao fica atrás nao!
Marcar como SPAM Trail com certeza...
12 Qui, 24 de Dezembro de 2009 10:31
Asmor Chemello
Trail - A minha bros09 150 é ótima, em relação a um cg que tive. Ela da pau em qualquer buraco, já a cg, leva cada tranco...!!!
Marcar como SPAM A melhor
11 Qua, 23 de Dezembro de 2009 21:29
Popado
É a pop100...yamaha nem dá pro cheiro. Fim de papo.
Cg contra ybr é covardia. Ponto.
Página:0,1,

Adicione seu comentário
(leia as regras)

Very HappySmileWinkSadSurprisedShockedConfusedCoolLaughingMadRazzEmbarrassedCrying or Very SadEvil or Very MadTwisted EvilRolling EyesExclamationQuestionIdeaArrowNeutralMr. GreenGeekUber GeekSMILEYS_KAKAKA_JJSMILEYS_RSRSRS_JJ
Apelido:
E-mail(verdadeiro):
Título:
Msg:
LAST_UPDATED2